Feminist Sweepstakes

Nous pouvons le faire!


Previous Entry Share Next Entry
Quem foi Lord Sutch?
ltatilf




O rock horror, reza a lenda, possui um pai, que se chama Lord Sutch, ou Screaming Lord Sutch (como queiram!). Nascido em 1940 na região norte de Londres, ele só passou a se chamar Screaming Lord Sutch na década de 60, quando tomou essa alcunha como nome artístico inspirado por Screamin' Jay Hawkins. Sutch, nascido David Edward Sutch, era de fato um lord inglês, rico e envolvido inclusive com política. Tinha dinheiro o suficiente pra pagar o cachê de seus músicos, e bancar suas próprias gravações. Sendo uma figura, digamos... excêntrica (no mínimo...), Sutch excursinou pelos EUA num Rolls Royce pintado com a bandeira da Inglaterra, arrastando uma parede de amplificadores da marca Marshall que ele queria vender, sabe-se lá o por que, já que ele não tinha nenhuma relação com a empresa Marshall.



Suas primeiras gravações também datam desta época, e assim, seus shows foram precedendo as primeiras performances do rock horror, vestindo-se de Jack, o Estripador, saindo de um caixão preto, apresentando-se com punhais, facas, crânios e toda parafernália que um show de horror tem direito. Acompanhado de sua banda, The Savages, Sutch virou um dos "queridinhos" da imprensa britânica, visto a sua performance bombástica pra época. Sua música mais famosa, "Jack, The Ripper" é hoje um dos clássicos imortais do garage, tocada por bandas como The Fuzztones, The Horrors, e até o próprio White Stripes.

Em 1970, Sutch também gravou um projeto chamado Lord Sutch & The Heavy Friends, que contava com a participação de músicos fodásticos, como ninguem menos que Jimmy Page. Mas com tudo isso, o álbum ainda foi considerado em 1998 como o pior álbum de todos os tempos. Nesta mesma época, acontece um festival organizado pelo próprio Lord Sutch, e neste a figura pomposa da guitarra era "somente" Ritchie Blackmore. O show foi gravado, para a surpresa dos músicos (que não sabiam que estavam sendo gravados) e pra satisfação de Sutch, que lançou essa gravação logo em seguida.



O fim de Lord Sutch foi, de certa forma, trágico. Ele sofria de depressão, e suicidou por enforcamento em 1999, um ano depois da morte de sua mãe. Segundo sua companheira, na época, ele era "psicótico-maníaco-depressivo". Há uma biografia chamada The Man Who Was Screaming Lord Sutch que foi publicada em 2005.

Sutch, no fim das contas, foi mais uma das grandes figuras que tornou, ou pelo menos tentou tornar, o mundo um pouco mais divertido, e que perdemos, infelismente. Um figura, no mínimo diferente, que deixou também, apesar de sua leve obscuridade, sua marca registrada no rock n' roll.





Escute "de grátis" o álbum "Lord Sutch & The Heavy Friends" AQUI



?

Log in